#NossoFutebol006 #Fé003 Prosperidade sacerdotal

Prosperidade sacerdotal

Pelos olhos da fé, poderemos enxergar a Libertação, Cura  e Restauração do Senhor sobre nossas vidas.

“E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel”. Êxodo 19:6

O direcionamento de Deus é: sermos sacerdotes da nossa própria casa. Como sacerdotes, temos a autoridade espiritual de sermos condutores do nosso povo, a nossa própria família e discípulos. “O sacerdote tem autoridade de mover a bênção”, e é nosso o dever de influenciar e blindar o próprio lar. Somos expostos diariamente, seja na TV ou Internet, a decretos que podem encaminhar nossas vidas para rotas distantes do Senhor. “Quem não influencia é influenciado”, é a realidade daqueles que tomam a postura de sacerdote e não protegem os seus de influências nocivas ao relacionamento com o Espírito Santo.

O sacerdote tem o encargo de trazer a prosperidade, assim como Isaque que prosperou no meio do deserto. Apesar das circunstâncias, Isaque não temeu e avançou. Esaú, por sua vez, rejeitou a porção que lhe era conferida, deixando para Jacó a bênção que deveria ser do primogênito.s que podem encaminhar nossas vidas para rotas distantes do Senhor.  Deus deseja sacerdotes com ousadia e obediência, e aquilo que o Senhor tem para quem o teme, é sem medidas.

“Há um Espírito que habita no sacerdote: o Espírito Santo”. Todo sacerdote tem o Espírito Santo como amigo, uma pessoa de estima e intimidade. Dessa forma, o caráter de sacerdote afasta-o das práticas e coisas que o Espírito Santo rejeita. O sacerdote ama as coisas que o Espírito Santo ama. E é seguindo o Espírito Santo que tomamos desde as mais simples até as grandes decisões em nossa vida: o Espírito Santo não erra.

“O melhor de todos os primeiros frutos e de todas as contribuições que vocês fizerem pertencerá aos sacerdotes. Vocês darão a eles a primeira porção de sua refeição de cereal moído, para que haja bênçãos sobre as suas casas”. Ezequiel 44:30

O caráter da honra deve ser devolvido ao sacerdote. Assim como declara a Palavra, as primícias devem ser entregues ao sacerdote, e o próprio Deus fará pousar a bênção sobre a casa de quem o honra. E é poder da aliança que irá renovar os decretos sobre a sua casa. Como uma aliança de casamento, onde a honra deve fluir entre os cônjuges, devemos honrar o Espírito Santo com nossas primícias e nossa presença. A família sacerdotal é voltada para Deus, e o Eterno se volta sobre a família que o tem como Senhor.

Uma nova estação está aberta: a estação do fogo. Aquilo que era morno ficou para trás e será o fogo do Espírito a revestir os sacerdotes e sacerdotisas desta geração, a fim de que se confirme a aliança que o próprio Deus estabeleceu conforme o trecho de 1 Pedro 2:9.

“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”. 1 Pedro 2:9

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *