Monthly Archives: outubro 2015

#NossoFutebol026 Treinadores com prazo de validade

Treinadores com prazo de validade Cresci vendo um futebol que sussurra novas ideias e grita com o perene lugar comum. O futebol onde bom é o que vem de fora, onde a fraqueza ou fortaleza se mede pelo agradar (ou não) dos sabedores de opinião. Em meio a essa visão curta do horizonte futebolístico, sempre foi conveniente e fácil apontar para os gestores que, ao perder alguns jogos, chutam os projetos para eternos três meses e tentam uma nova saída com algum salvador da vez. Não satisfeitos com o sangue dos diretores que tomaram tal decisão, os mesmos críticos resolvem comer a carne do recém-chegado, que por razões óbvias consegue

Read More

#NossoFutebol025 Onde estão os admiradores que não corrompem?

Onde estão os admiradores que não corrompem? Demorei, mas consegui aglutinar os sentimentos e alguma parcela de informação para escrever algo sobre o famigerado “jogo do acesso”, que mais uma vez pôde ser chamado de tragédia tricolor. A expressão “tragédia anunciada” não encontrou lugar naquela arena lotada, assim como a bola não encontrou a casinha xavante. Sem muitas explicações sobre o jogo, prefiro me ater (e me conter) com as reações e relatos dos torcedores e “formadores de opinião”. Um dos elementos que teve grande contribuição para o arrolar destes lamentos foi uma frase de Nelson Rodrigues. Aprecio a forma como este prosador fala do futebol, e é com uma

Read More

#NossoFutebol024 A missão, a patente e a rendição

A missão, a patente e a rendição O time do Ceará resolve seguir a missão de brigar contra a queda sob novo comando. O Cabo não deu conta de sustentar o time nesta dura guerra. O comandante fez promessas sem mesmo conhecer os comandados. Prometeu campanha de time campeão com uma equipe cheia de baixas. Mas na hierarquia do alvinegro, ele era só mais um subordinado. Um subordinado que não conhecia sua missão, não possuía patente e acabou se rendendo aos resultados que não vinham. Antes de qualquer coisa, nunca me entrou o argumento de contratar um treinador emergente para superar uma situação que exigia experiência e serviços prestados. Nada

Read More